quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Shadow of the Colossus


Eis que chega Shadow of the Colossus, provavelmente o jogo mais foda já feito em toda a história do PlayStation2 (E do um também, diga-se de passagem).
A primeira vista o jogo tinha tudo pra ser um porre, não há personagens para interagir, não há inimigos para derrotar, à exceção dos colossi (Plural de Colossus, em Latim), você perde grandes quantidades de tempo vagando pelo meio de uma imensidão que é a terra onde o jogo se passa, procurando pelos colossi.
Eis que você se surpreende com o
jogo (Sua primeira de várias surpresas), essa praga realmente é muito boa.
Se você conseguir sentir alguma sensação melhor do que a de matar um ser 20x maior que você, que com uma cacetada conseguiria te matar, enquanto faz acrobacias para conseguir escala-lo, pra ressucitar uma mulher, ouvindo a trilha sonora perfeitamente escolhidas do jogo, tendo já anteriormente cavalgado por toda uma paisagem belíssima, que conta com penhascos, montanhas, cachoeiras, florestas, geisers (É assim que se escreve? o_O), desertos etc, você posta aí nos comentários que eu avalio. ;x
Enfim é uma sensação ímpar, e que tenho certeza que todos irão aproveita-la (A menos que você seja um fresco que quer tudo na boca e vai achar um jogo um saco por ter que se esforçar pra achar os colossi, seus pontos fracos, e uma maneira de subir neles).
Agora deixando toda essa lambança de bolas do jogo de lado, vou contar um pouquinho sobre ele, pra lhe induzir a compra-lo, gerando assim lucro para os criadores e fazendo com que talvez assim ele lancem o SotC2 (Sim, eu tô viajando, mas foda-se).

É o seguinte, tudo começa quando a mulher já citada anteriormente (Puta que pariu, mulher é a perdição do homem mesmo) morre, que eu lí em algum lugar que foi em uma espécie de ritual porque ela era impura ou algo do tipo.
Eis que então entra em cena o nosso personagem, que apesar de não ter nome é conhecido pelos fãs como Wander, e seu cavalo (Imortal, acreditem, eu já tentei de tudo pra matar ele) Agron, levando Mono, a já anteriormente citada donzela. Atravessando as barreiras de sua cidade, Wander vai até uma terra proibida, não sei pra que, lá ele encontra uma voz malígna tr00 666 from hell ewull a lot que diz a ele que se ele matar 16 criancinhas apenas 20~100x maiores que ele, a garota conseguiria ser ressucitada. Então, com um destino digno de um corno manso, ele vai procurar por toda uma vasta imensidão por cada um dos 16 colossus, e matar um por um, sem dó nem piedade. Uma coisa que é muito... Hmm... Interessante nesse jogo é que ele passa realmente várias sensações a você, por exemplo, o fato de você não achar inimigos para lutar ou pessoas para interagir com, fazem você realmente sentir aquela sensação de solidão que o próprio Wander deveria estar sentindo enquanto procurava os malditos bichões.
Pois bem, para acha-los (E quando acha-los descobrir seus pontos fracos), Wander conta com uma espada mágica from heaven clouds and algodão doce, que reflete a luz do sol (Lógico, você temq ue estar em um lugar onde o sol bata, pra isso, duh) dando uma direção genérica de onde a praga do colossus está, daí você tenta seguir o feixezinho enquanto se desviar de tudo que tiver no caminho, montanhas e penhascos por exemplo, e vai olhando o mapa para achar uma boa passagem até o local indicado, até aí é a parte chata e monótona do jogo, até que você finalmente chega no colossus.
Então começa aí a parte que faz todos os centavos da notinha de 5 reais que você pagou pelo jogo pirata ao envez do original que não foderia o leitor óptico do seu PS2 que deve ter sido comprado na época que ele custava 800 reais ou mais.
Há várias (E por várias eu não digo 1 ou 2, mas sim 5 ou mais) maneiras de se matar mo mesmo colossus (Digo, só há uma maneira de mata-lo que é acertando seus pontos fracos até que ele morra, mas nesse caso matar que eu disse eu me referia a maneira que você subiria nele, que é uma das coisas mais divertidas do jogo), este da foto é o primeiro colossus, e abaixo estão 3 vídeos de 3 pessoas matando-o de 3 maneiras diferentes (E claro, deve existir mais):







Cada colossus tem seus próprios prontos fracos em lugares diferentes.
Algo bem interessante é que o primeiro e o segundo colossus parecem mais ser um tutorial, já que são muito simples de matar, já a partir do terceiro você nota que terá que usar o cenário a seu favor para dar cabo dessas criancinhas.
Há colossus que trarão seus medos a tona os até lhes introduzirão o medo, a exemplo do 7°, que é uma enguia elétrica gigante que lhe ataca do nada quando você está nadando no meio do lago (Isso me fez desgostar mais ainda da idéia de estar nadando em um local aberto), o 13° que que é uma espécie de minhocona com asas que se enterra no chão e voa também, que se localiza no meio de um deserto abertaço, o que me faz agora sempre olhar pra cima quando estou em um lugar aberto e vejo uma sombra no chão. ;x
Traumas a parte eu achoq ue já deu pra notar a fodaliciosidade do jogo.

Uma boa dica é: Não procura as pohas dos detonados nem nada do jogo pra não tirar a graça.
O jogo é completamente bom, tem tudo que uma pessoa podia querer, boas trilhas sonoras, cenários belos, momentos que você poder satirizar os fatos ocorridos (Como o ponto fraco de um colossus que se encontra num lago, cujo o número eu esqueci agora), e principalmente os próprios colossus, que são de 20 a 100 vezes maior que você, e ainda morrem em suas mãos, sangrando ao melhor estilo Kill Bill.

Uma dica caso você zere e fique entediado: Tente descobrir maneiras novas de escalar os colossus.

Bem, achoq ue já falei de mais, duvido muito que alguém vá ler toda essa merda aqui, então vou por umas fotenhas bonitas pra fazer merchan do jogo, por um vídeo de um cara matando os colossus de maneiras inusitadas e encerrar esse post para que possam voltar a vossa devoção ao onanismo.



O 13° Colossus.

O 3° Colossus.


Lembrando: Todas as imagens, tirando a capa, são mesmo do jogo, não são Fun Arts, os bichos têm mesmo o tamanhão que aparentam ter.

Vídeos (Recomendo só assistir após já ter matando o Colossus em questão, lembrando que eu já postei o 1° que é tão fácil que não vai mudar nada você vendo o vídeo ou não, então aqui vai o segundo em diante, e pra não ficar muito pesado vai só os links mesmo):

2° - http://www.youtube.com/watch?v=l5Iqo2Ewfhc
3° - http://www.youtube.com/watch?v=b30nryTvZOA
4° - http://www.youtube.com/watch?v=7-qzx4p3TKg
5° - http://www.youtube.com/watch?v=g92X-qoYiMo
6° - http://www.youtube.com/watch?v=LSJilRgBkjA
7° - http://www.youtube.com/watch?v=pjUW2WmHrCo
8° - http://www.youtube.com/watch?v=hnANC9bTLRg
9° - http://www.youtube.com/watch?v=B0EvlRuf97A
10° - http://www.youtube.com/watch?v=dK1U84sJENg
11° - http://www.youtube.com/watch?v=Yni41gDJrzw
12° - http://www.youtube.com/watch?v=ABO-bvloBdQ
13° - http://www.youtube.com/watch?v=Z0W6oWgARSE
14° - http://www.youtube.com/watch?v=duHQQ1rYwe4
15° - http://www.youtube.com/watch?v=niQjIqoIRCA
16° - http://www.youtube.com/watch?v=bL-cMWwIwRg

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Fire Emblem

Bem...
Finalmente o primeiro post não-idiota (Será mesmo? o_O) desse Blog :D

Vim falar de um jogo muito foda, que provavelmente todo mundo aqui já jogou pelo menos uma vez na vida, ele é quase um Final Fantasy (Em quesito de continuações).
Bem, eu não me retive muito à história, visto que quando eu encontro algo em inglês que leve mais de 1 minuto pra ler a preguiça toma conta de meu ser. D:

Pois bem, Fire Emblem é um jogo mágico que se passa numa realidade alternativa (Sim, a mesma que saíram criaturas a níveis do: Barney, Power Rangers e a Dercy Gonçalves), onde você controla um Tático (Uma profissão onde você arma as táticas de combate e ordena as unidades que a sigam). Tirando no tutorial que, pra quem sabe jogar, é a parte mais porre do jogo. Bem, este jogo está me salvando do completo tédio que são minhas noites. e_e
Além de tudo, ele é bom pra quem gosta de desenhar também, porque os desenhos deles, diferente dessas porras japonesas, são proporcionais e bem realistas até, desde o ângulo de visão até a própria proporção e talz. :D
O jogo é muito mágico, porque tem uma hora que você se apega a algum dos personagens, e começa a querer só fazer ele ficar cada vez mais e mais foda. è_é9
Eu, pessoalmente, me apeguei a dois deles, que são muito fodas. *-*
O principal, Jaffar, o Assassino, ele era foda graficamente, usava adagas fodosas e tinha uma história muito foda (Não vou contar, jogue e descubra õ_o) :D
Depois dele vem Kent, o Cavaleiro, eu não me recordo agora o nome da cidadezinha dele, mas ok. Eu achei ele foda pra cacete, sempre calmo e honrado, sem contar que ele era muito bom de se jogar. :D (Ele ownava geral os inimigos \o\)
Pode ter mais, porém eu esqueci, caso lembre, edito e ponho aqui :}
Bem, Kent eu tava nivelando até a história da Lyn acabar (Resultado, só vou poder voltar com ele mais tarde D: ), e agora tô indo em direção a fase que eu pego o Jaffar :D (Porque eu voltei a jogar, só que numa gravação nova, porém falta muito pra eu chegar no Jaffar T^T)

Pois bem, é uma coisa ímpar você poder mover bonequinhos pokémon-style para então os gráficos mudarem durante a luta e ele mostrar realmente os bonequinhos se movendo e executando seus ataques com movimentos fodas. :D
É legal que a animação muda quando os personagens dão algum golpe crítico :}

Screenshot da tela de movimentação do jogo.


Screenshoot da tela de luta.

Sim, jogar esse jogo é como ter um orgasmo, como alcançar o Nirvana.
É muito legal você olhar pro jogo, depois de fazer todo um esquema tático defensivo, para adquirir coisas secretas em cada fase (Itens, aliados, shoppings, side-quests), você olha pra telinha do seu VBA e diz pra sí mesmo:
"Agora o coro vai comer"
E sai mudando todos os personagens pra posições ofensivas e fazer com que eles ataquem os inimigos sem só nem piedade :D (É o meu caso, na fase em que eu estou *-*), é uma sensação única, e eu recomendo que esperimentem. :>

Sim, antes que eu me esqueça, algo surrealisticamente mágico nesse jogo, é que após zerar, você pode jogar com as unidades que você não perdeu durante o jogo (Quem pretende ter todos até o final, sugiro que use e abuse do Shift+F1, e F1, porque se você não perder ninguém até o fim sem ter feito isso nenhuma vez, parabéns, você é ninja. Outro dia quem sabe, eu tente) você pode pega-las, e junto com um amigo montarem times de até 5 personagens, para batalhar (Dá pra fazer tanto pelo mesmo game boy/emulador, como por cabo link, isso que é o detalhe mágico desse Fire Emblem). :D

Lembrando que a graça éf azer um time com os que você achar mais fodas, não com os mais apelões (Tipo o velhinho da mágica que eu esqueci o nome).

Eu escolhendo Jaffar, e o computador a Vaida.


Jaffar x Vaida
Curiosidade: Sim, ele arrancou os 50 de life dela numa lapada só, mesmo com a desvantagem de arma (Viva o dando crítico).

Se você é energúmeno o bastante pra não ter notado que o jogo é foda, mesmo depois de toda essa minha ladainha, use Google + Wikipedia e seja feliz.

Ah, e último detalhe, já como existem várias versões, essa que eu tô jogando veio pro m com o nome só de "Fire Emblem", mas no oriente o nome é "Fire Emblem: Rekka no Ken", e alguns fãs os traduzem, também, como "Fire Emblem: The Blazing Sword".

Beijo em vosso pâncreas e boa noite, estou indo dormir pra ver se uma vez na vida acordo na hora certa e não faço a condução esperar. :D

Divirtam-se:
RapidShare
EasyShare

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Esta feze aqui é o seguinte...

Bem, eu usarei esse Blog pra...
Pra...
*Pensando*
Sabe-se lá pra que o_O"
Quando eu estiver morrendo de tédio,e meus joguinhos queridos e amados do meu emulador de GBA não estiverem mais me satisfazendo, contentarei-me em escrever algum defeco de alto nível para qualquer desocupado que ler isso deleitar-se com o nível sobre-humano de defeco que pode sair da mente para os dedos, e destes para o teclado, vindo diretamente para o Blog deste que vos fala e se espalhando pela net, como uma praga fecal (Sim, eu sei que a presença da feze está já em simbiose com este post, e por que não como todo este Blog também?).

Bem, eu provavelmente usarei isso pra escrever, não sobre a minha vida como 90% dos emos que usam o Blog pra isso, mas pra postar muita feze.
Desde jogos de GBA que estão mudando minha vida, até física quântica para idiotas.
Também para coisas extremamente nerds, como escrever uma resenha sobre uma fake (Se você não sabe ao que me refiro, ponha um marcador -1 em seu nível nérdico) de Tibia (Se não sabe o que é isso, também, ponha um marcador de -100 ao seu nível nérdico), músicas eticétera, e tudo que me der na telha.
Até, quiçá, sobre a minha vida mesmo, caso eu tenho traido o Movimento Redibanzer e esteja a segundos/minutos/já tenha de cortar os pulsos. (Y)

Previno-os que não esperem um conteúdo intelectual e que seja atrativo para pessoas com QI acima da idade da Dercy Gonçalves.

Na verdade, muitos de vocês, ou até ninguém, chegará a ver esse post só, visto que eu só tô fazendo ele pra poder ter uma visão de como é um post e personalizar melhor o Blog. D:

Sim, eu tô escrevendo esse monte de defeco atoa (Se alguém souber escrever essa palavra 'favor posta aí O; ).

Deixo-lhes aqui agora, com um grande e molhado beijo em vossa nádega direita, e caso Vossa Senhoria tenha feito uma cirurgia de remoção de nádegas, um grande beijo em vosso ânus.